Sobre nós / Informações para a imprensa

Histórico da Empresa

FT Technologies specialises in the design and manufacture of ultrasonic wind sensors – also known as anemometers or air-flow sensors. All our sensors are made in our factory in Sunbury-on-Thames, west London, and we export 98% of everything we make.

FT Technologies was founded in 1981 and has been in business for over 30 years. We began selling wind sensors to the wind turbine industry in 2002. We are now the industry’s largest supplier, with 10 of the world’s top wind turbine manufacturers amongst our customers. We are the market leader in the offshore wind energy sector as more than 70% of all offshore turbines in the world are fitted with an FT sensor.

What makes FT wind sensors unique is our use of Acu-Res® technology. Invented by our Executive Chairman, Dr Savvas Kapartis, and patented in 1997, Acu-Res® is a solid-state (no moving parts) technology for measuring wind speed and direction. It uses an acoustic (ultrasonic) wave which is resonated inside a small cavity. Using Acu-Res® technology results in a small, easily heated sensor which operates reliably, even under extreme weather conditions.

As well as our head office in London, we have sales offices in Denmark and the USA, and technical support in China.

FT Technologies is a privately owned company.

Informações para a mídia:

Heather Fitzgerald
Gerente de marketing digital sênior
E-mail: [email protected]
Tel: +44 (0)20 8614 2738

Sunbury House
Brooklands Close
Sunbury-on-Thames
TW16 7DX, RU
Tel: +44 (0)20 8943 0801
Fax: +44 (0)20 8943 3283
E-mail:[email protected]

GALERIA DE VÍDEOS
DÚVIDAS FREQUENTES
COMUNICADOS À IMPRENSA
FOLHA DE DADOS
CONVERSOR DE VELOCIDADE DO VENTO

“O sensor de vento FT foi o único a sobreviver – e eu digo sobreviver em todos os sentidos da palavra. Dos quatro outros dispositivos de medição do vento, os dois anemômetros mecânicos se romperam completamente e os outros dois sensores de vento ultrassônicos ficaram tão danificados que pararam de funcionar por completo. O sensor FT, no entanto, permaneceu livre de formação de gelo e continuou fornecendo as medições, e esse foi um dos piores eventos de formação de gelo que já vimos no observatório.”

– Cesar Lopez, Diretor Executivo, Sieltec Canarias

Leia o estudo de caso

“O sensor de vento FT foi o único a sobreviver – e eu digo sobreviver em todos os sentidos da palavra. Dos quatro outros dispositivos de medição do vento, os dois anemômetros mecânicos se romperam completamente e os outros dois sensores de vento ultrassônicos ficaram tão danificados que pararam de funcionar por completo. O sensor FT, no entanto, permaneceu livre de formação de gelo e continuou fornecendo as medições, e esse foi um dos piores eventos de formação de gelo que já vimos no observatório.”

– Cesar Lopez, Diretor Executivo, Sieltec Canarias

Leia o estudo de caso

Galeria

A FT Technologies tem os direitos autorais de todos os materiais. Caso você deseje baixar e utilizar alguma imagem,entre em contato com a gente.